Comissionamento em Transformador

 SOLICITE UM ORÇAMENTO

 

 A DATALINK conta com uma excelente estrutura para a comissionamento em transformadores de distribuição e força, em campo. O transformador em comissionamneto preventiva passa por uma criteriosa avaliação para identificar as possíveis causas e as suas principais de avaria, posteriormente o cliente é informado, por laudo técnico, para que possa autorizar as providências necessárias para sanar o problema existente, apontado durante o comissionamento do transformador.

?Medição da resistência elétrica de isolamento  – RESISTÊNCIA DE ISOLAMENTO – MEGÔHMETRO –  Este equipamento é especialmente indicado para teste da resistência de isolação de redes de médias tensões, áreas externas ou subterraneas, já que permite realizar o teste com tensões próximas as de trabalho. Também é um excelente auxiliar na detecção de falhas de isolação em transformadores, cabos e chaves.

A Ponte de Wheatstone é um instrumento de grande precisão desenvolvido para realizar medições de resistências de fios e cabos, enrolamento de transformadores, etc. Que variam de 0,1 a 250.000 Ohms.

?Medição da relação espiras ou tensão do transformador (TTR) – MEDIDOR DE RELAÇÃO DE TRANSFORMAÇÃO (TTR) – Este instrumento permite medir a relação de transformação de tensão ou espiras de Transformadores monofásicos e polifásicos.

 ?Medição de temperatura por Ensaio de termografia – CÂMERA TERMOGRÁFICA –  Verificação de temperatura do transformador e suas conexões;Com a excelente qualidade, é possível captar as mais pequenas diferenças de temperatura. As câmeras termográficas portáteis são utilizadas para a verificação de máquinas e transformam a radiação infravermelha em imagens térmicas visíveis, com as quais se pode analisar qualitativa e quantitativamente a temperatura. A câmera termográfica permite a detecção de anomalias e potenciais erros, por isso é de grande utilidade em serviços de prevenção, manutenção e na realização de diagnósticos técnicos. Desta forma, é possível tomar medidas corretivas antes de haver uma avaria. Enquanto outros métodos de detecção necessitam de uma paralização da produção ou de desmontar o sistema, com esta câmera uma simples visualização é suficiente.

?Medições e análise das tensões, correntes e potências da subestação, com gráficos de carga – ANALISADOR DE ENERGIA – Funções completas para análises de sistemas elétricos; – Curva de carga de motores, geradores e transformadores; – Medição e diagnóstico de distorções harmônicas; – Registro de avaliação de perturbações de transientes; – Estudos de eficácia energética; – Dimensionamento de bancos para a correção de FP (fator de potência).

?Medição de resistência de terra – TERRÔMETRO – O terrômetro digital permite medir resistências de aterramento e resistividade do terreno de prédios, instalações industriais, hospitalares e domiciliárias, pára-raios, antenas, subestações, etc.

?ANALISE DO ÓLEO ISOLANTE

Ensaio físico-químico do óleo isolante:

Cor: Um rápido aumento da cor indica deterioração ou contaminação do óleo.

Densidade: Utilizada para identificação do tipo de óleo mineral isolante (parafínico ou naftênico).

Índice de Neutralização: O índice de neutralização mede a concentração de ácido no óleo, pela quantidade de hidróxido de potássio (KOH) necessário para neutralizar o ácido em 1g de óleo.

Fator de perdas dielétricas (fator de dissipação ou fator de potência): Um alto fator de perdas é uma indicação de presença de contaminantes ou de produtos de deterioração, como umidade, carbono ou matérias condutoras, sabões metálicos e produtos de oxidação.

Tensão Interfacial: Indica a presença de contaminantes polares que são substâncias quimicamente ativas e, portanto vão acelerar o envelhecimento do óleo.

Teor de água: Um elevado teor de água acelera a deterioração química do papel isolante e é indicativo de condições de operações indesejáveis, que requerem correções.

Rigidez dielétrica: Serve para medir a capacidade de um óleo suportar tensões elétricas e indicar a presença de contaminantes como água e partículas condutoras.

Ponto de Fulgor: Ensaio empregado para determinar a temperatura mínima no qual os vapores do óleo isolante se tornam inflamáveis; serve de indicativo da presença de contaminantes, usualmente outros tipos de hidrocarbonetos

Ponto de Combustão: Determina a temperatura mínima no qual o óleo isolante se inflama; serve de indicativo da presença de contaminantes, usualmente outros tipos de hidrocarbonetos.

Análise de teor PCB (Teor de Ascarel): A determinação de PCB em líquidos isolantes não halogenados é realizada por dois métodos distintos. O método potenciométrico baseia-se na dosagem de íons cloreto oriundos das moléculas de bifenila policlorada, após reação específica. Esta dosagem é indireta e requer atenção aos procedimentos sugeridos pelos fabricantes dos equipamentos utilizados. Já o método cromatográfico segue dosagem com utilização de padrões e comparação de áreas em curvas de calibração.

 Ensaio cromatográfico do óleo isolante:

Determina a concentração dos gases dissolvidos no óleo mineral isolante. O envelhecimento natural do equipamento pode ser remediado com a eliminação desses gases imersos no óleo. Usar um óleo de má qualidade traz sérios danos ao equipamento. Daí a importância do trabalho de prevenção que detecta qualquer defeito ainda no estágio inicial a partir da composição dos gases e da rapidez com que eles são formados.

          ?  Hidrogênio (H2)

          ?  Oxigênio (O2)

          ?  Nitrogênio (N2)

          ?  Monóxido de carbono (CO)

          ?  Dióxido de carbono (CO2)

          ?  Metano (C4)

          ?  Etileno (C2H4)

          ?  Etano (C2H6)

          ?  Acetileno (C2H2)